Sepultura – Arise – 1991

Sepultura

Arise: disco do Sepultura, de 1991

Colaboração de Gabriel Heitor

Após as clássicas porradas de Morbid Visions (1986) e Beneath the Remains (1989), a banda brasileira que provavelmente é uma das de maior sucesso no exterior (lotando arenas até mesmo nos longínquos países nórdicos), Sepultura, estréia a década de 90 com um dos álbuns que, para grande parcela da legião de fãs de metal (e suas ramificações), é o maior clássico do metal brasileiro.

Iniciado pela violenta faixa-título, que canta a obliteração da raça humana, Arise é provavelmente a obra-prima dos irmãos Cavalera. Composto durante a fase em que o Sepultura permanecia com sua formação clássica (Max e Igor Cavalera, Andreas Kisser e Paulo Jr.), o álbum traz algumas das faixas que até hoje abrem rodas de mosh nos brutais shows da banda paulistana, como “Desperate Cry”, “Subtraction” e o cover monstruoso de “Orgasmatron” (original do Motörhead).

De “Dead Embryonic Cells” à “C.I.U.” a única coisa que vai pular, ao escutar essa maravilha de uma das mais maiores (senão a maior) banda brasileira, são seus tímpanos para fora do ouvido.

Sepultura – Arise

Ouça o disco

  1. Arise
  2. Dead Embryonic Cells
  3. Desperate Cry
  4. Murder
  5. Subtraction
  6. Altered State
  7. Under Siege (Regnum Irae)
  8. Meaningless Movements
  9. Infected Voice
  10. Orgasmatron
  11. Intro
  12.  C.I.U. (Criminals In Uniform) – BONUS
  13. Desperate Cry (Scott Burns mix) – BONUS
Anúncios

Comente sobre este disco

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s