Casseta & Planeta – Preto com um Buraco no Meio – 1989

Casseta & Planeta

Preto com um Buraco no Meio: disco do Casseta & Planeta, de 1989

Por Marcos Lauro

Não vou entrar aqui na discussão do politicamente correto ou incorreto. Acho que qualquer um que chegou a ver o Casseta & Planeta na TV sabe o tom do humor dos caras. Comecemos daí.

Preto com um Buraco no Meio é a estreia do grupo em disco – o humor multimídia dos caras nasceu no impresso e foi para a TV, chegando a ir para o rádio depois. Musicalmente falando, é quase uma superprodução: tem Celso Fonseca na guitarra, Carlinhos Brown na percussão e produção de Paulinho Albuquerque.

A sonoridade foi a única coisa levada a sério no disco e, não fossem as letras, passaria como um disco de uma banda convencional e, inclusive, competente. Mas aí entra o humor do Casseta e nos devolve à realidade.

Mãe é Mãe abre o disco e tem o inesquecível Bussunda e sua imitação de Tim Maia – que irritava profundamente o próprio. Sem contar que essa é a música do famoso verso “mulher é tudo vaca” – ouça com o contexto de toda a letra e perceba um cara ressentido.

E quem nunca generalizou o gênero oposto após um fora? Equivale ao “homem não presta”. Mas ok, prometi não entrar nessa coisa do politicamente correto…

Diga é uma balada cantada por Claudio Manoel (o Massaranduba) e tem toque de reggae. A faixa seguinte, Com Tanta Gente Passando Fome, tem o naipe de metais que acompanhou o grupo na vinheta de abertura do programa da Globo até o seu final. Marcante.

Na playlist destacada abaixo, para ouvir o disco, a faixa A Lambada está escondida no final dessa música. Talvez você não conheça esse significado de “lambada”… Outro semi-hit do disco é Tributo a Bob Marley, que tem a participação de Djavan e imortalizou a expressão “imagina na Jamaica”.

Eu Tô Tristão é um samba-enredo que exorciza todos os motivos para Reinaldo estar realmente triste. Em Adolescente, o Casseta tira um sarro de um dos seus alvos preferidos: os paulistas. Já Rap do Vagabundo foca outro alvo preferido: os bicho-grilos, cults, intelectualóides e afins.

Enfim, o disco termina com outro semi-hit – e que também teve seu instrumental bastante usado no programa de TV – Mama ÁustriaPreto com um Buraco no Meio tem um humor ácido e que foi característico do grupo por todo o tempo em que esteve em atividade.

Talvez algo tenha ficado datado com o passar do tempo, mas ainda dá pra se divertir ouvindo o disco – que termina com o grupo cantando Travessia de forma bem caricata… mais uma pra cima dos bichos-grilo.

Casseta & Planeta – Preto com um Buraco no Meio

Ouça o disco

  1. Mãe é Mãe
  2. Diga
  3. Com Tanta Gente Passando Fome
  4. A Lambada
  5. Tributo a Bob Marley
  6. Herança Genética
  7. Eu Tô Tristão
  8. Adolescente
  9. Rap do Vagabundo
  10. Meu Bem
  11. Mobral
  12. Mama Áustria
Anúncios

Comente sobre este disco

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s