Pato Fu – Isopor – 1999

Pato Fu

Isopor: disco do Pato Fu, de 1999

Por Marcos Lauro

Isopor é um disco adulto. Quinto trabalho do Pato Fu, ele alcança a maturidade que começou a pintar no disco anterior, o “Televisão de Cachorro”.

Essa maturidade aparece de algumas formas: a produção, de Dudu Marote, é precisa e o deixa com som coeso e ao mesmo tempo diversificado.

Isopor tem rock – como em O Filho Predileto de Rajneesh, que é um dos melhores riffs de guitarra do rock ‘n’ roll nacional -, tem pop – dos mais redondinhos, com Depois – e música eletrônica – a drum n’bossa Saudade.

Essa tal maturidade artística aparece também nas temáticas, nas letras. O número de músicas engraçadinhas – que eram até então marca registrada do Pato Fu – cai e dá lugar a temáticas como a vida adulta, morte e saudade.

Um Ponto Oito, por exemplo, tem uma letra bastante tensa sobre um acidente automobilístico. Os problemas da vida adulta, definitivamente, chegavam às temáticas do Pato Fu.

Mas não por isso é claro que Isopor tem diversão: Made in Japan – cantada em japonês e com sampler dos Muppets – abre o disco.

O CD original ainda traz uma faixa interativa, algo que era inovador e inédito para a tecnologia do mercado fonográfico da época.

Pato Fu – Isopor

Ouça o disco

  1. Made In Japan
  2. Isopor
  3. Depois
  4. Um Ponto Oito
  5. Imperfeito
  6. Morto
  7. O Filho Predileto De Rajneesh
  8. Perdendo Dentes
  9. Saudade
  10. O Prato do Dia
  11. Quase
Anúncios

Comente sobre este disco

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s