Arcade Fire – Funeral – 2005

Arcade Fire

Funeral: disco do Arcade Fire, de 2005

Por Leo Morato

Apesar do nome e de ser o álbum de estreia da banda, Funeral mostra a ousadia e o desejo daquilo não parar por alí, do Arcade Fire se tornar algo grande. E se tornou. Apesar de restritos ao público indie e sem nenhum hit que tenha caído na boca das massas, os canadenses se mostraram ousados logo de cara.

Há discos muito bons na discografia do Arcade Fire, como o último (Reflektor), que teve colaborações de David Bowie, mas nada se compara a Funeral, de 2005. Uma “quadrilogia” como Neighborhood não pode ser pensada por uma banda estreante. Não por uma banda estreante qualquer.

Neste disco há diversas músicas feitas (e não parece ser “sem querer querendo”) para serem cantadas em grandes arenas – como Wake up – e canções com temas geo-politicamente complexos como Haiti. Além do “hit segmentado” (se é que é possível existir um hit segmentado) que foi Rebellion (Lies).

Se Reflektor tem a espetacularidade característica de David Bowie, não seria o que é sem a criatividade e ousadia dos moleques do Arcade Fire, que já mostravam tudo isso em Funeral, oito anos antes.

Hoje, sabemos que não era megalomania de banda estreante.

Arcade Fire – Funeral

Ouça o disco

  1. Neighborhood #1 (Tunnels)
  2. Neighborhood #2 (Laika)
  3. Une année sans lumiere
  4. Neighborhood #3 (Power out)
  5. Neighborhood #4 (7 Kettles)
  6. Crown of love
  7. Wake up
  8. Haiti
  9. Rebellion (Lies)
  10. In the backseat
Anúncios

Comente sobre este disco

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s