João Gilberto – Chega de Saudade – 1959

Chega de Saudade, disco de João Gilberto de 1959

Chega de Saudade, disco de João Gilberto de 1959

Colaboração de Malcon Fernandes

Graças a este disco, existe Caetano, Chico, Gil, Milton, Tom Zé e os Novos Baianos, entre outros. A sua forma de tocar violão mudaria o rumo da MPB. Naqueles tempos, os cantores de rádio eram os ídolos máximos com seus cabelos “Gumex” para trás, com bigodinho estilo amante latino e cantavam boleros com um tom forte, conquistando o público via Rádio Nacional. João fugiu dos padrões, mostrando-se um exímio e talentoso cantor e violonista que sempre buscava um jeito de mostrar a sua batida “bossa nova”.

Porém, só descobriu a fórmula bossa nova quando, na cidade mineira de Diamantina, onde estava sua irmã recém-casada, descobriu um jeito de cantar baixinho pela acústica do banheiro. Vai para o Rio de Janeiro em 1957 e conhece Antonio Carlos Jobim, João Donato e outros nomes da cena carioca e ali inicia-se a Bossa Nova.

João é convencido por Tom a também mostrar sua voz em registros, embora já houvesse lançado compactos entre 1952 e 1953 com Russo do Pandeiro. Logo, Tom e João iniciariam os trabalhos com Milton Banana na percussão e o maestro Jobim nos arranjos e direção musical, além de ter tocado piano e produzido pelo Aloysio de Oliveira nos estúdios da Odeon, no Rio.

O disco também teve Newton Mendonça colaborando com o Maestro em Desafinado, clássica e indispensável nos show de João Gilberto. Além do conhecido sucesso do samba É Luxo Só, de Ary Barroso, que João trouxe de volta para o público e que já tinha sido sucesso por Elizeth Cardoso e do mesmo Ary. O ídolo Dorival Caymmi é reverenciado com uma regravação de Rosa Morena e do clássico Aos Pés da Cruz, já conhecida anos antes na voz de Orlando Silva. João também traz seu lado compositor, como em Bim-Bom, com levada de samba de breque, e a suavizante Hô-Bá-La-Lá, ambas regravadas mais tarde em um medley por Caetano Veloso, um de seus maiores e devotos fã, no ao vivo Totalmente Demais (1986).

O disco tem tudo o que precisava para ser ouvido naqueles anos, uma verdadeira peça-chave que faltava para uma nova fase da MPB e que mudaria também o rumo de fazer música, causando uma enorme repercussão que acabaria trazendo inovações.

João Gilberto – Chega de Saudade – 1959

Ouça o disco

  1. Chega de Saudade
  2. Lobo Bobo
  3. Brigas Nunca Mais
  4. Hô-Bá-Lá-Lá
  5. Saudade Fez Um Samba
  6. Maria Ninguém
  7. Desafinado
  8. Rosa Morena
  9. Morena Boca de Ouro
  10. Bim-Bom
  11. Aos Pés da Cruz
  12. É Luxo Só
Anúncios

Comente sobre este disco

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s