Almôndegas – Almôndegas – 1975

Almôndegas

Almôndegas: disco dos Almôndegas, de 1976

Colaboração de Malcon Fernandes

Folk com cheiro de campo e de música regionalista, muito som de viola, ainda que tenham influências do rock n’roll e com pés no Rio Grande do Sul. Em especial, na linguagem gaúcha.

Essa seria a frase certa para definir o grupo Almôndegas, formado em 1972 pelos irmão Kleiton e Kledir Ramil, vindos de Pelotas, do sul do Estado e se juntando com o primo Pery Souza e os amigos Gilnei Silveira e Quico Castro Neves.

Continuar lendo

Tonico & Tinoco – Na Beira da Tuia – 1959

Tonico & Tinoco

Na Beira da Tuia: disco de Tonico & Tinoco, de 1959

Por Leo Morato

O nome “sertanejo” deriva de “sertão”. A música sertaneja, teoricamente, é a música feita no sertão. Era. Estamos em meados da segunda década do século XXI: o estilo sertanejo é feito por rapazes que vivem em zonas urbanas e agrada a muitos que nunca pisaram numa estrada de terra e nem carpiram uma roça judiada pela falta de chuva.

Continuar lendo

Johnny Cash – Bitter Tears: Ballads of the American Indian – 1964

Johnny Cash - Bitter Tears: Ballads of the American Indian - 1964

Bitter Tears: Ballads of the American Indian: disco de Johnny Cash de 1964

Por Marcos Lauro

Um bom disco pode nascer por engano.

Na década de 1960, Johnny Cash lançou uma série de discos chamada Americana, no estilo norte-americano que mescla country, folk e blues, basicamente. Os temas passavam por caubóis e lendas do Velho Oeste.

Mas, por algum motivo, Cash ficou sabendo que havia ancestrais da tribo Cherokee em sua árvore genealógica. Então, ele resolveu fazer um disco no mesmo estilo, mas temático: sobre os problemas indígenas do seu país.

Continuar lendo

Mumford & Sons – Sigh No More – 2009

Mumford & Sons

Sigh No More: disco do Mumford & Sons, de 2009

Por Leo Morato

Esqueça a técnica, esqueça que o bumbo se repete da mesma forma em todas as músicas, esqueça tudo. Preste atenção apenas na alma e no coração. No que ele diz. E vá. Ouça. Sem pular nenhuma faixa. Você se deparará com preciosidades que falam muito mais do que solos trabalhados de guitarra ou viradas performáticas de bateria.

Continuar lendo

Nikola Sarcevic – Lock-Sport-Krock – 2004

Nikola Sarcevic

Lock-Sport-Krock: disco de Nikola Sarcevic, de 2004

Colaboração de Marco Keppler

Foi sem querer que conheci o trabalho solo de Nikola Sarcevic. Em 2010, em São Paulo, a banda sueca na qual ele assume o vocal e toca baixo, o Millencolin, tocou na íntegra seu disco de maior sucesso, “Pennybridge Pioneers” (outro que não dá para pular uma faixa).

Continuar lendo

Luiz Gonzaga – Xamego – 1958

Luiz Gonzaga

Xamego: disco de Luiz Gonzaga, de 1958

Por Marcos Lauro

Xamego é disco fundamental para qualquer um que goste de forró. Afinal, é o primeiro LP do “Rei do Baião”, Luiz Gonzaga, que teve seu centenário recém-comemorado. Mas o fato de ser o primeiro disco não significa que ele era um novato.

Continuar lendo